Vzyadoq Moe - O Ápice (1987)

VZYADOQ MOE - Um nome impronunciável para um som impressionante
(Sônia Maia na Bizz – Novembro de 1986)

Quando a fita aterrissou aqui na redação, os primeiros ouvidos logo questionaram: "O que é isso? De onde vêm? Quem são?" Isso era uma mistura inspirada no expressionismo alemão e na poesia dadaísta, usando latas como bateria e percussão, e um vocal antivocal, fora do ritmo. Eles vêm de Sorocada, interior de São Paulo, e são os Vzyadoq Moe.
Nossos ouvidos não mentiram. Apesar de terem montado o grupo há apenas sete meses, esses garotos (15 a 17 anos) já têm seus caminhos muito bem definidos.
“Queremos chegar à Europa. Tem muita gente que acha que banda nacional não presta. Queremos mudar isso. Temos condições de arrebatar o cetro de Londres. Lá está tudo morto! As únicas coisas novas e que realemtne prestam são Smiths e Jesus and Mary Chains".
E aqui? “Mercenárias, Akira S & As Garotas que Erraram, Cabine C, Chance e Fellini”, concordam. Orlak acrescenta: “Mercenárias estão acima dos outros, mas o Vzyadoq está acima de tudo”, conclui Fausto.
O nome foi feito á base de sorteio de letras. No mais, minimalismo e preocupação de não parecer nada. “Virou até paranóia. Descartamos muitas músicas, porque achamos que pareciam com alguma coisa. Além disso, o que torna o som característico é o fato de todos os instrumentos estarem direcionados para idéia de banda, e não o contrário”, vão completando um após o outro. Edgard (baixo), Fausto T. (vocal e letras), Orlak (guitarra), J. Calegari Jr. (guitarra) e Marcos (percussão) não estão sendo arrogantes.
O Vzyadoq é diferente, é novo, é demente, é idéia pura. Que venha o vinil para que todos possam conferir.

O Ápice (1987)
1. Junto Ao Céu
2. O Último Designo
3. O Incerto
4. Desejo Em Chamas
5. Redenção
6. Não Há Morte
7. A Monomania
8. O Ápice
9. Guerra Das Sombras
10. Expansão

Download: Badongo ou Rapidshare

Site: Vzyadoq Moe

2 comentários:

Rogerio disse...

Será que cheguei tarde? O link expirou...tem como "renascer" esse fantástico LP? valeu

Sergio disse...

Excelente blog, tenho algumas destas pérolas em vinil, infelizmente alguns links estão quebrados, é possível repará-los?? Em especial os do Fellini e violeta de outono. Grato
Sergio